quarta-feira, 31 de outubro de 2007

O interesse público...Do financiamento e do televisionamento

A leitura da 2.ª série do jornal oficial do passado dia 29 de Outubro abre com dois despachos interessantes para o desporto deste país.
O Despacho n.º 24768/2007, de 18/10, vem ao abrigo da nova Lei da Televisão (Lei n.º 27/2007, de 30/07), publicar a lista de eventos desportivos para 2008, de interesse generalizado do público, com transmissão televisiva não condicionada. Como vem sendo hábito todos os anos nesta lista, lá está o futebol com posição de elevado dominio, sem esquecer os Jogos Olímpicos e duas breves, e ultimas, alíneas para as modalidades ditas amadoras.

De seguida, o Despacho n.º 24769/2007, de 17/10 do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto. Nele se inaugura o comando normativo para financiamento público (incluindo as autarquias neste bolo, numa visão sui generis do principio da autonomia local) a eventos desportivos, aludido no n.º 1 do art.46.º da Lei de Bases da Actvidade Física e do Desporto, mediante despacho do membro do Governo responsável pela área do desporto a reconhecer o seu interesse público
É esse reconhecimento que este despacho vem dar conta para o Campeonato da Europa de Futsal que se realizará no nosso país, de 16 a 25 de Novembro de 2007.

Curioso, se formos buscar a lista de eventos desportivos de interesse público para 2007, com direito a televisionamento não condicionado, publicada no Despacho n.º 22025/2006, de 24/10, assinado pelo Ministro dos Assuntos Parlamentares, não se encontra lá qualquer referência que permita enquadrar o Campeonato da Europa de Futsal cujo interesse público é reconhecido pelo Secretário de Estado da Juventude e do Desporto.

Podemos então concluir que o interesse público do Campeonato da Europa de Futsal não é o mesmo para o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto e para o Ministro dos Assuntos Parlamentares?

Ou será melhor escrever que o interesse público que leva o evento a ter comparticipação pública, não é suficientemente interessante para ter transmissão televisiva aberta ao público?

1 comentário:

anna tree disse...

este artigo recordou-me este que li recentemente no blog :http://d-afonsohenriques.blogspot.com/

Clube italiano patrocinado por um bordel
[ 2007/10/11 | 23:35 ] Redacção MaisFutebol

"Uma das fontes de receitas dos clubes é o dinheiro atribuído pelos seus patrocinadores, que vão desde marcas de material desportivo a nomes de bebidas. O Trentino Calcio 1921, da quarta divisão italiana, decidiu expandir os seus horizontes. O clube tem um bordel entre os seus patrocinadores, conta o «Der Spiegel».

A marca «Casa Bianca» corresponde a dois bordéis austríacos e é um dos logótipos que se pode encontrar no site oficial do clube, entre restaurantes e estabelecimentos de venda de material eléctrico.

O caso até poderia passar despercebido se ao clicar na imagem os adeptos não fossem direccionados para a página do bordel, descrito como «a casa das emoções» e um «local sensual onde se consegue tudo o que se deseja». As acompanhantes são apresentadas e o preço, 180 euros por hora, também.

A situação indignou a vereadora para o desporto de Trento, Iva Berasi, que, em declarações ao jornal «Trentino», disse que esperava que os responsáveis do clube resolvessem o assunto: «É incrível que uma equipa aceite um patrocinador que deixe nem que seja a impressão de que obtém lucros com a venda de corpos femininos. Penso que a minha indignação será partilhada por todas as mulheres de Trento. Espero que a equipa ¿ que também recebe verbas públicas ¿ procure uma solução o mais rápido possível.»

A solução parece já ter sido encontrada. O logótipo permanece na lista de patrocinadores, mas já não conduz os utilizadores à página da «Casa Bianca». "
posted by ADEMIR ALCANTARA at 09:32