quinta-feira, 15 de novembro de 2007

“Absolutamente lamentável”

Em Setembro passado foi divulgado que Portugal registou a maior subida no Online Public Services Ranking da Comissão Europeia, sendo o 3.º na melhoria da qualidade dos serviços públicos «on-line» entre 2005 e 2007.
No programa político do actual governo afirma-se: “É uma noção de serviço público do desporto que deve ser acolhida na definição dos valores centrais da política desportiva em Portugal”.
Quer a Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto (SEJD), quer o Instituto do Desporto de Portugal prestam um péssimo serviço público na comunicação on-line que possibilitam com os seus endereços electrónicos.
O site da SEJD, no que ao desporto diz respeito, é no essencial a “agência lusa privada” do senhor secretário de Estado da Juventude e do Desporto. Tudo o resto, com excepção da entrada da legislação, mas que é um serviço já prestado com qualidade no site do IDP, são inanidades. Vejam a “Organização do Desporto”, com um rudimentar organigrama que ainda contempla o Conselho Superior de Desporto. Nem experimentem o “Mecenato” porque é para rir, reconduz para a “agência lusa privada” ilustrando a árdua actividade de praticamente um único “mecenas”. Quando pensamos que afinal vamos encontrar um qualquer documento político, ainda que apenas um, a entrada do “Desporto para Todos” é anedótica, transcreve uma frase do programa do governo.
Bom, relativamente ao site encalhado do IDP (a sua funcionalidade é tal que por vezes não abre ou então demora tempos infinitos) muito haveria para dizer e um dia destes a isso nos dedicaremos. Esperemos que entretanto não desperdice espaço com programas suspensos, que actualize as suas informações e deixe de fazer referência à primeira lei de bases do desporto, Lei n.º 1/90 (ver a entrada do desporto federado referente ao RNCFD) é que já vamos na terceira.
Portanto à pergunta “O que dizer ?”, simples resposta meu caro, temos de omitir a que nos vai na alma e apetecia vociferar e usar a política e actualmente correcta – “absolutamente lamentável”.

4 comentários:

Anónimo disse...

Pois… já agora vejam isto:

http://www.sedesporto.pt/o_que_e_o_cefd.HTM

Eu já nem me lembro quanto tempo é que isto tem.

andré

J. Manageiro da Costa disse...

Acho que o pior que se poderia exigir a estes "senhores" que desgovernam o desporto nacional, e que apenas tratam ou da sua carreira universitária ou da sua imagem mediática, era o serem encerrados numa "torre de menagem" durante dias até produzirem um documento com dez páginas sobre o que queriam fazer para o desporto (não para a obesidade, saúde e actividade física, entenda-se!). Se calhar ficavam lá para todo o sempre, como se tivessem sido condenados a prisão perpétua em Guantanamo.
É tempo de arrear nestes "desportolos" e exibi-los ao ridículo das suas inanidades e mediocridade. O desporto, os nossos jovens e "todos nós" temos direito a muito mais e o dever de exigir e nos indignarmos com esta "sem-vergonhice" que campeia vai para três longos anos!

Anónimo disse...

Por que carga de água é que ao tentar aceder ao site do IDP, este está impedido? Simples coincidência? Ná, ná! Não há dúvida que isto dos blogueiros e seus blogues começa a constituir um poder... A algo parecido já alguém em tempos atribuiu o epíteto de "forças de bloqueio".

Cumprimentos.

F. Morais disse...

Mas por que carga de água é que, tentando agora abrir a página do IDP, ela está impedida?
Não há dúvida que os blogueiros e seus blogues começam a ter alguma força! Houve em tempos um cromo da nossa praça que utilizou a expressão "forças de bloqueio"...

Saudações desportivas.

F. Morais